O pôster é uma arte #11

Uma aventura na Martinica (1944)

Crítica de Demetrius Caesar.

Anúncios

4 comentários sobre “O pôster é uma arte #11

  1. Do trio (Borgart, Bacal e Hawks), ainda fico com À Beira do Abismo… mas este aí é uma delícia… todas as sequências musicais são maravilhosas… dá só uma olhada:

    Com meia dúzia de planos, Hawks te transporta para o Piano Bar e te faz sentir parte daquela zona, daquele amontoado de gente, daquela fumaça, do clima caribenho, etc…
    coisa de gênio…

    E, de fato, belo pôster…

  2. Essas versões colorizadas são meio polêmicas… e de Casablanca é vergonhosa… já a de “Felicidade não se Compra” (que tem no Blu Ray americano) é até assistível…

    Mas levando em conta que À Beira do Abismo é um Noir (tá mais pra um pastiche/sátira do gênero, mas enfim), acho que o p&b combina mais…

    1. Sim, mas essa versão colorida é de Uma aventura na Martinica… De qualquer forma, também não sou muito fã dessa “colorização” dos filmes. A única vez que me agradou foi com uma versão de A Malvada, achei que combinou com o filme. Noir, com certeza, não dá… o dvd de A Embriaguez do Sucesso que eu vi é horroroso, com aquela coisa colorida, não sei quem teve a maldita ideia de vender aquilo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s