Boardwalk Empire: a primeira temporada

Infelizmente, chegou ao fim a primeira temporada de Boardwalk Empire. Devo ter sido o último a saber que ela teria apenas doze episódios. Enfim, ano que vem tem mais. Agora, o que dizer da série? De cinco estrelas, daria quatro. O que é bom, muito bom. Se o primeiro episódio, dirigido por Martin Scorsese, anunciou tramas movimentadas como os seus melhores filmes, o restante da série logo desmentiu esse prelúdio – aliás, primeiro episódio muito bem dirigido e envolvente, ao contrário do que havia escrito aqui outrora (o que quer dizer que o problema era comigo, que não estava atento o suficiente ou no melhores dos dias). Nos demais episódios, a direção do veterano Tim Van Patten é, de fato, muito boa e elegante – não há como negar que há uma condução extremamente eficiente de uma história que, lembremos, está apenas no começo. A fotografia também é muito bonita, o que vale para os cenários e figurino. Em resumo, é uma série feita por profissionais – coisa rara na televisão. E o que dizer dos intérpretes? São fabulosos. Eles realmente conseguiram criar personagens tão cativantes e peculiares… Steve Buscemi, Michael Pitt, Kelly Macdonald, Michael Shannon (com um dos personagens mais interessantes e obscuros dos últimos tempos), Stephen Graham (que interpretou Baby Face Nelson em Public Enemies e Al Capone agora), Vincent Piazza, Michael Stuhlbarg (não consigo tirar da minha memória ele como o “homem sério” dos Coen, personagem completamente diferente do gângster judeu Arnold Rothstein), Aleksa Palladino, Michael K. Williams, Shea Whigham, Gretchen Mol, Paz de La Huerta… Enfim, o elenco é excepcional e foi a base dessa primeira temporada, que apresentou os personagens, suas ligações entre si, o passado que ainda os afronta e os confrontos que traçaram e que ainda irão traçar – o último episódio, chamado A return to normalcy, funciona quase como uma ironia, anunciando que o império de Nucky Thompson está seriamente em perigo, apesar da aparência superficial de normalidade. Agora é esperar a próxima temporada.

Anúncios

2 comentários sobre “Boardwalk Empire: a primeira temporada

  1. Concordo totalmente com tudo o que você expor, Boardwalk Empire é muito grande, a partir de projeto de lei técnica, interpretações, roteiro, direção de fotografia, trilha sonora, é um non-stop

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s