Musa do dia: Gene Tierney

Vejamos Gene Tierney em Amar foi minha ruína [Leave her to heaven, 1945], de John Stahl, um rosto de anjo com o mais sombrio dos corações! Era um híbrido fascinante: um film noir em cores, protagonizado por uma mulher neurótica e possessiva, que destruiria qualquer pessoa que se interpusesse entre ela e seu marido… (Martin Scorsese)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s