Sexo, mentiras e videotape (Steven Soderbergh , 1989)

sex-lies-and-videotape-1989

Difícil imaginar por que Sexo, mentiras e videotape estourou em sua época. Seria devido ao modo como o tema sexo foi abordado (nu e cru, porém com uma abordagem psicanalista)? Ou ao fetiche alternativo (filme interessante de baixo orçamento no final dos anos 80)? De qualquer forma, parece que o filme de Steven Soderbergh envelheceu mal. Mesmo admitindo que um ótimo filme não precisa ser visualmente marcante, Sexo, mentiras e videotape continua sendo meio sem graça. O que há de tão surpreendente nele? O que resta é uma sensação de anacronismo, do começo ao fim, e esse começo pode ser considerado desde o título, perdido em tempos de sexo banalizado e câmera digital. Uma qualidade deve, porém, ser ressaltada: o filme, com seus poucos personagens e cenários, passa rápido e pode cair como uma luva para madrugadas de insônia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s