Mad Max: Estrada da Fúria (George Miller, 2015)

Mad Max Fury Road

Sim, Mad Max: Estrada da Fúria já nasceu clássico.

Poucas vezes nos últimos tempos saí de uma sala de cinema com a sensação de ter gasto muito bem o dinheiro do ingresso. É um filme grandioso que traduz em imagens as palavras de William Fridkin: “a perseguição é a forma mais pura de cinema, algo impossível de ser feito em qualquer outro meio, seja na literatura, num palco ou numa pintura em tela. Uma perseguição tem que parecer espontânea e fora de controle, mas precisa ser meticulosamente coreografada”.

Sobre o filme, recomendo que o leitor leia o texto do Demmentia¹³, do qual concordo inteiramente; aliás, toda a retrospectiva sobre a série feita neste blog – que é um dos melhores do país sobre cinema – merece ser conferida.

Anúncios

2 comentários sobre “Mad Max: Estrada da Fúria (George Miller, 2015)

  1. Miller mostrando como se faz e quebrando tudo aos 70. Saí do cinema sem fôlego. Também concordo com o texto (e com a qualidade) do Dementia13. Principalmente sobre a palhaçada da “propaganda feminista”. Max e Furiosa estão no mesmo patamar, tanto nas habilidades quanto nas cicatrizes emocionais. Há a ideia de parceria ali e não de imposição feminina ou masculina.
    Fico especialmente feliz em ver Miller provando que, no cinema atual, não há obrigatoriedade de ser 100% tecnológico. Quando há criatividade e talentos reais, o artesanal pode ser tão ou mais espetacular que o excesso de CGI.
    É cinema como deve ser! Utilizando e transformando a realidade para nos transportar a outro universo. O universo emocionante da sala escura dos sonhos e da fantasia. X-cellent!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s