Noite Vazia (Walter Hugo Khouri, 1964)

noite vazia 1
noite vazia 2

Noite Vazia faz jus à reputação que conquistou desde o seu lançamento. É um belo filme de Walter Hugo Khouri (o primeiro que vejo do diretor) que trata de temas universais e atemporais: o vazio existencial, o tédio, a solidão, a superficialidade das relações humanas, a futilidade, a frustração diante das expectativas não correspondidas… Enfim, todas essas coisas que afligem o homem moderno, causando-lhe um mal-estar que muitas vezes ele não sabe como superar. Por não saber, repete aquela mesma rotina, com saídas noturnas, mulheres, bebidas, insistindo em se manter acordado na esperança de acontecer alguma coisa que possa verdadeiramente marcar e mudar sua existência. Particularmente, esse filme disse muito para mim. E não apenas através do excelente roteiro: as belas imagens e enquadramentos chamam a atenção, trazendo à memória cenas de outros filmes realizados por grandes diretores na mesma época, como Antonioni, Louis Malle e Ingmar Bergman. Não poderia deixar de citar as competentes atuações do quarteto principal (Mário Benvenutti, Gabriele Tinti, Norma Bengell e Odete Lara) e a magnifica trilha sonora de Rogério Duprat – que consegue, em tons minimalistas no piano, causar uma atmosfera de terror e medo, mais ou menos como Jocelyn Pook fez em Eyes Wide Shut, de Kubrick.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s