Alfred Hitchcock dirige

Psicose (1960)

Que completa hoje meio século de lançamento.

Anúncios

A cena do chuveiro

Com Janet Leigh.
Com Marion Cotillard.

OBS.: Na internet, assim como na televisão, nada se cria, tudo se copia. A segunda imagem é fácil de ser encontrada: basta ir no google e pesquisar; já a sequência original foi difícil de achar, acabei furtando (na cara de pau mesmo) do site do TCM, onde está tendo um especial do Hitchcock este mês: dei um Print Screen e corri pro abraço – e creio que continuarei roubando os screens deles, porque estão demais.

O Preço de um Homem

O Preço de um Homem/The Naked Spur é mais uma parceria James Stewart-Anthony Mann, iniciada com o espetacular western-road-movie Winchester´73 em 1950. Se neste último o protagonista seguia os rastros de um valioso rifle roubado (e daquele que pretendia há tempos se vingar), em The Naked Spur o personagem de James Stewart sai à procura do criminoso Ben Vandergroat (interpretado por Robert Ryan), que está com a cabeça à prêmio – e que cuja recompensa seria suficiente para que o protagonista pudesse comprar uma fazenda e retomar sua vida após ter ingressado na guerra. Mas o fugitivo não está sozinho, acompanhado de uma órfã perdida na vida (interpretada pela gloriosa Janet Leigh), que pretende fugir com ele para bem longe se sua cidade natal e que o trata como tutor. Nas colinas, o protagonista encontra um velho homem que procura ouro há anos (e que em muito lembra Walter Huston em O Tesouro de Sierra Madre) e um ex-combatente do Exército, que havia recebido baixa desonrosa por ser “moralmente instável”. Juntos, capturam o personagem de Robert Ryan e retornam rumo à cidade para receberam a recompensa. Durante o caminho, conflitos e tentações abalarão os três “sócios” e um processo de reconstrução moral do protagonista deixará claro o motivo de ter tornado-se um caçador de recompensas – e ele decidirá, enfim, se é realmente vendendo um homem, com ou sem moral, que espera retomar sua antiga vida.